segunda-feira, 19 de abril de 2010

Sobre a linha reta...

A linha reta - essa foi a minha maior questão hoje. Fui desafiado a construir linhas em uma folha de papel... linhas retas, horizontais e verticais. Linhas comuns, que todo mundo faz. Mas eu percebi que não me dou com elas. É isso, não me dou mesmo!
Eu tentei, esbocei, me esforcei mas a tal linha insistia em levar o lápis para outro rumo, em fugir do proposto, em desalinhar-se!
-Pronto! Folha preenchida.
Pensei comigo.
-Mas será que deu errado? Tá tudo meio torto, meio desordenado, meio diferente...
O tempo parou e eu ali, olhando, observando, absorvendo... acabo por me apaixonar pela cadência nas minhas linhas, por seu jeito solto, por suas formas de brincar, por suas curvas. A folha continua em cima da minha mesa, me encantando, me ensinando e eu submerso em sentimentos inexplicáveis e até meio difíceis de ser despertados por um monte de linhas em uma folha de papel, e...
-Já terminou?
Atrás de mim a professora.
-Agora pode começar em outra folha. Tenta acertar essas linhas e essa folha você já pode descartar.

13 comentários:

Renata Freitas disse...

Super interessante. Descartar coisas q não nos servem mais q nos impedem de continuar a tentar "construir linhas". muito bom

nathy.bh_88 disse...

Matéria irônica, cansativa e complexa. Ela tira nossa criatividade na intenção de nos tornar criativos.No entanto, ela não está longe da complexidade de nossas vidas, afinal, somos apenas uma folha de papel, cheios de linhas tortas, mas que por esse motivos tornamos agradáveis ou desagradáveis ao olho alheio... Show Mr. Jhon...

A caravana da ilusão disse...

Deus do céu. Vc deve descartar a professora bobo. embola ela e joga no lixo!

Mayara Gabriela disse...

assim é a vida! meio torta, meio desengonçada. e que graça tem tudo certinho assim como as linhas certas que você tanto almeja? VIVA AS LINHAS TORTAS e o que a vida tem de melhor... a imperfeição! O que seria de nós com uma vida perfeita? o.O

Talles azigon disse...

Sou no mundo um linha torta, elas tem mais autonomia. instigante, gostei. depois passa lá em casa
http://tallesazigon.blogspot.com/

Talles azigon disse...

quem bom que gostou, seguindo-te

Talles azigon disse...

a coloquei você na minha lista de indicações. abraçus

Byazinha Hasters disse...

Muito interessante jhonny.... adorei seu blog

bjux lindo

te adoroo

João Costa. disse...

Belo poema, caro colega!
Gosto da introspecção e do estilo meio avulso!
Tem algum significado especial para ti este poema? Por que para mim imageinei mil coisas estre elas o fascínio do homem pela sua prória criação.

Bela postagem!
Abraços.

Talles azigon disse...

vi dizer que tem dois selos para ti lá no blog

Taynara.Tah disse...

Talvez sejamos linhas tortas buscando o nosso tom, traçando caminhos.
Adorei seu modo de olhar... e ver!
Lindo blog.
Sigo você e volto mais vezes.
Beijos

Renata De Souza disse...

E eu comentei no texto errada, enfim.. era p ser esse aqui! Mais vc me entende né? Amo vc!

Herlane disse...

Nossa! Particularmente eu amei esse. Se vc me permitir levarei esse texto pra sala de aula e irei discuti com minha classe... meus colegas e minhas professoras.. eu simplesmente amei. Parabens e tudo de bom.