segunda-feira, 20 de dezembro de 2010


Magic Square nº5, Helio Oiticica - Foto: Jhonatan Melo

Adentrei o espaço de cores mágicas

Contorcendo-me ao som de cada passo.

Cada estalo trazia à tona a essência de toda primitividade adormecida.


Me percebi por completo: ouvidos, olhos, pés, boca, mãos, nariz, poros, células, veias, músculos, pelos, ossos...


Me vi submerso em pensamentos, sensações, novidades, cores e parangolés...

E foi isso que me veio à mente: dar vida às fantásticas cores da imensa praça mágica!


quarta-feira, 1 de dezembro de 2010



Não se aproxime de mim.

Prefiro reparar-te de longe

Mirar teus olhos que desviam-se para todos os lados
E perdem-se, sós.
Não se aproxime de mim.
De perto a sua forma se transforma em vulto embaçado
Ao ponto de suas intenções confundirem em graus as minhas retinas.
Não chegue perto de mim.
De longe percebo, ao menos, seus movimentos
Mas de perto um certo pavor me cega.

Meu cérebro, necessitado, ordena que eu toque:
Toco, sinto e padeço, lamentando ser, de perto, apenas uma ilusão.